Farmácias vão poder aceder à
prescrição electrónica
da urgência do hospital
O bastonário começou por reiterar a preocupação com
os problemas associados ao encaminhamento compulsi­
vo do receituário médico emitido na urgência do Hospital
Nélio Mendonça para a respectiva farmácia hospitalar,
impedindo assim os doentes de escolherem a farmácia
em que desejam receber assistência farmacêutica.
Sobre esta matéria, o Secretário Regional assinou, na
presença dos dirigentes da OF, uma portaria que vem
permitir aos doentes que se deslocam ao serviço de
Auditoria técnica à unidose
O bastonário reiterou também a necessidade imperio­
sa de realização de uma auditoria técnica a todos os
locais onde estão a ser dispensados medicamentos em
unidose à população, tendo o secretário Regional dos
Assuntos Sociais revelado, a este propósito, que havia
solicitado ao Instituto de Administração da Saúde e As­
suntos Sociais (IASAÚDE) a realização da referida audi­
toria no Hospital Nélio Mendonça, um trabalho que será
executado em articulação com o Infarmed, tal como su­
gerido pelo bastonário da OF, por se tratar de uma enti­
dade independente e com ´know­­‑ho ´ na matéria.
Avaliação económica da medida
A
inda no âmbito da dispensa de medicamentos em uni­
dose, o bastonário recordou a proposta anteriormente
apresentada pela OF, no sentido de se proceder a uma
análise económica da medida, designadamente quanto
à sua relação custo­benefício.
De acordo com o diploma que regula a dispensa de
medicamentos em unidose na Madeira, o IASAÚDE
deve apresentar relatórios semestrais sobre a sua im­
plementação e execução. Uma vez que o sistema está
em funcionamento desde Março de 2013, o bastonário
O secretário Regional assinou, na presença dos dirigentes da OF, uma
portaria que vem permitir aos doentes que se deslocam ao serviço
de urgência do Hospital Nélio Mendonça escolherem a farmácia onde
pretendem aviar o seu receituário
urgência do Hospital Nélio Mendonça escolherem a far­
mácia onde pretendem aviar o seu receituário. O mem­
bro do Governo Regional revelou ainda que, com base
na referida portaria, na impossibilidade de dispensa
dos medicamentos em unidose, as farmácias poderão
dispensar medicamentos em embalagens de menor di­
mensão, adequadas ao tratamento prescrito e obser­
vando o direito de opção do utente.
A mencionada portaria da Secretaria Regional dos As­
suntos Sociais foi publicada no Jornal Oficial da RAM
a 1 de Novembro. O diploma reconhece “as dificulda­
des apresentadas pelas farmácias de oficina da RAM,
na dispensa de medicamentos no sistema de unidose”,
consagrando uma solução para que as farmácias de ofi­
cina da Região possam dispensar medicamentos neste
sistema.
O secretário Regional referiu ainda que, no dia anterior
à reunião com os dirigentes da OF, deu conhecimento
às farmácias que estava a ser desenvolvido um sistema
para o acesso à prescrição electrónica.
Carlos Maurício Barbosa sublinhou, no entanto, du­
rante a audiência, que, embora bem­vindo, o sistema
que foi transmitido às farmácias ainda não funciona
e chamou a atenção para a necessidade de informar
a população que, ao contrário do que até agora suce­
dia com o receituário emitido no hospital, passa a ter
possibilidade de escolher livremente a farmácia em que
pretende receber assistência farmacêutica e medica­
mentosa, facto que a OF sempre defendeu e que fica
agora salvaguardado.
Na impossibilidade de dispensa
dos medicamentos em unidose,
as farmácias podem dispensar
as respectivas embalagens de
menor dimensão, adequadas
ao tratamento prescrito e
observando o direito de opção
do utente
1...,2,3,4,5,6,7,8,9,10 12,13,14,15,16,17,18,19,20,21,...108